Arquivo do mês: janeiro 2009

Boa sexta-feira! (ainda tem hífen?)

E como vivo ao contrário de todos, vou dormir um pouco que já já vou trabalhar. 🙂 Mas vou feliz, cantarolando Bella Figlia dell’amore.

http://www.youtube.com/v/1SmHS9WD1iw&hl=en&fs=1

Se você conhece essa passagem de um certo filme italiano, parabéns, você É uma alma elevada.

(esse filme teve um forte papel em minha educação, né, mãe?)

Anúncios

8 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Austrália: eu passo!

Estava lendo a review do filme ‘Austrália’ no blog do Daniel e não pude resistir a comentar e tornar pública a minha preguiça ao supracitado filminho ao melhor estilo “não vi e não gostei”. Pois bem:

1. Não tenho saco para filmes épicos. Prefiro ver o filme do Pelé.

2. Não tenho saco para filmes com mais de 2 horas. Não preciso nem dizer que nunca terminei um Bollywood (ou assisti dando foward). Nem Veer Zara escapou do meu controle remoto. Logo, 169 minutos, beijosnãomeliga.

3. Nicole Kidman com sua cor de cera e voz de sussurrinho… Jesus, me defenestra! Tem coisas na vida que não sou obrigada. A Nicole é uma. O Robin Williams é outra. A Meg Ryan, então, essa eu nem comento. Prefiro brincar de Sudoku (existe algo mais chato?).

4. Não tenho o menor interesse em nada que se relacione a Austrália. Já estive lá e não achei “o maiooor legal, meo”. É bonito, sim. Mas até a chatíssima Auckland na Nova Zelândia é mais interessante que Perth, Brisbane, Melborne e Sidney. Aliás, não sei o que tanto vêem em Sidney.

5. Reservo-me o direito de desgostar de lá, sim. Porque se tem gente que odeia a China, os Estados Unidos, Israel, Arábia Saudita, Argentina… Porque seria eu obrigada a gostar daquela terra? E que fique claro: eu não ODEIO a Austrália (aliás, eu não odeio nada). Simplesmente desgosto porque não tenho nenhum motivo para gostar. Se penso no Mel Gibson e na Nicole Kidman, até passo a ter motivinhos para cultivar um certo horrorzinho. E pá, eles comem canguru.

E, please, não leve minhas opiniões para o lado pessoal. Tenho uma penca de amigos australianos por aqui que acham São Paulo um saco e foda-se, eles tem todo o direito de ter uma opinião diferente da minha. E no fim do dia saímos todos para comer carne e beber cerveja, porque, afinal, gosto é que nem cu e não temos idade ou fibra para nos aborrecer com fanfreluches ou rabugices.

Tá certo que eles não curtem muito quando eu torço pra qualquer time de cricket que não seja a Austrália…

6. Outro dia estava assistindo ao National Geographic Channel e vi uma chamada de um programa sobre a praia de Bondi, lá em down under. Diziam ser a praia mais famosa do mundo. Huahuahua. Oi?

Digam-me… Quando vocês pensam em praia, o que vem a nossa cabeça? Rio, Punta, Koh Phi Phi, Santorini, California, Costa Amalfitana, Maldivas, Ilhas Maurício, Ibiza, Acapulco, Caribe, Islas Margaritas, you name it.

Se me responder “Santos” ou “Matinhos”, aí sim vou entender caso você bata o pé e diga que Bondi Beach é A praia.

7. Não entendo australiano. E fico em tons de areia quando vejo como alguns deles não se fazem entender comendo vogais e consoantes, especialmente quando querem beber uma “coh”. Levei horas para entender que “coh” era “Coke”. Á, vácagá!

8. Se entrar no rio, tem crocodilo. Na praia, tubarão e água viva. Em terra, os piores e mais feios insetos do mundo. Socorro!

Prefiro assistir “Slumdog Millionaire”. Mas entendo caso você não goste. Afinal a Índia tem o maldito sistema de castas, é um país cheio de miseráveis, entrou na moda com a nova novela da Glória Perez, enche o saco do Paquistão e pá. Bem. Eu ADORO a Índia e estou contando os dias para assistir ao filme.

E pelamor de Ganesh, que eu não seja mandada para a Austrália nessa reserva. Prefiro um layover em Calcutá. Abar Ashben!

9 Comentários

Arquivado em Uncategorized

arre égua

Sabem uma coisinha que me dá preguiça? Brasileiro que se acha O britânico quando fala inglês. Que solta “Aion Maiden” (Iron Maiden) sem R – mas quando tem que falar checked, faz questããão de pronunciar o ED. CheckED. Huahuahua. Então tá, então.

Pelamor, bicharada, baixem a bola. Aqui todo mundo aprendeu inglês como segundo idioma. Ninguém é obrigado a não mexer o lábio superior pra bancar a fina. Nenhum de vocês (e eu muito menos) tem sotaque de algo além de rapazes latino americanos. Ninguém mesmo. Nem as bees mais finas que conheço.

E please, parem de virar os olhinhos com minha pronúncia estadunidense misturada com jequice canadense. Eu falo “aboot” ao invés de “about” e solto “eh” para tudo. Porque aprendi assim. E sabe o que mais? Meu idioma pátrio é português, logo, não sou obrigada.

Eita pagação de pau, meo!

3 Comentários

Arquivado em preguiça

Inglês para comissários daquela certa companhia aérea…

Huahua, Mara: manda bem no Pink and Blue Freedom, plis!

http://www.youtube.com/v/4_QUVrL8W4g&hl=en&fs=1

Leidis and jentelman, uí ar nau arraiving at de Guarulhos Internéxional Érrport.

Obrigada, Celso Dossi, por mais uma graça alcançada.

6 Comentários

Arquivado em celebridadissss, Ingrish, tosco, video

blah! Peitiquinha, resfriado e elucubrações sobre meus programas de milhagem e férias com a minha mãe.

Sorry, meninas. Quando postei o comentário do Sig não quis desmerecer ninguém. Deixem minha opinião de lado, estou envelhencendo e pertenço a categoria de pessoas rabugentas, meio Dr. House. Postei essa passagem porque (1) acho o Sig FODA e (2) porque concordo em grande parte.

No mais, estou com um resfriado que me pegou de jeito. Estou em casa e não aguento mais. Estou até com vontade de trabalhar, oh please, me dêem uma boa dose de paracetamol porque isso não é normal.

Aproveito o tempo livre para planejar o gasto das milhas da TAM. Minha mãe vai de business pela TAM e eu, vou de econômica pela LAN. Tenho a impressão que vou me dar melhor, huahua. Mas rezo para que a TAM tenha um codeshare (acho que tem) com a LAN, assim voaremos no mesmo aparelho. Sem falar que a econômica da LAN apavora até a primeira classe da TAM (se é que a TAM tem primeira classe, cof cof cof).

Sou uma verdadeira polígama em se tratando de companhias aéreas. Tenho milhas com a LAN, Varig, Turkish Airlines, Pakistan International Airlines, Emirates Airlines, Air Blue (uma paquistanesa low cost), Air France e KLM. Minha carteirinha de cartões parece um mostruário e nunca tenho milhas suficientes para ir do nada a porra nenhuma.

E sim, lá vou eu para o Peru com a minha mãe. Ela me perguntou para onde iríamos durante a semana santa. Descartamos a Europa porque, que saco, ver Paris ou Barcelona ou Roma de novo… Não estamos a fim. Cogitamos a Grécia, mas ninguém merece férias em euros em tempos de crise – e o país do Zorba é caro bacarai.

Estados Unidos nem f…, já que meu visto de turista expirou e prefiro gastar minha energia com a minha habilitação em Dubai. Sem falar que dívida em dólar no cartão de crédito ninguém quer. Canadá, hm, é quase a mesma coisa. Mas a moeda é um pouco mais desvalorizada e o visto é um pouco mais fácil. E pá, blame Canada.

Queimei alguns neurônios pensando em me mandar pro Sri Lanka com minha genitora e mamar gostoso nos benefícios de passagens aéreas super baratas que gozo (e na economia de merda do país que me permite pagar um 5 estrelas gostoso – ah, também tenho desconto). Mas as milhas permaneceriam intocadas e expirariam. Logo, deixa essa parte do mundo com conexão pra Dubai para depois. Sem falar que o Chiquinho deve ter morrido (Chiquinho é o escorpião que vive no bolso do meu respectivo) e recebi uma proposta de passar uns dias no Sri Lanka com o mesmo, mas, sei lá, nem boto fé porque nessa altura do campeonato não sou obrigada.

Pensei no atual paraíso da classe média brasileira: África do Sul. O Rand (moeda local) está super em baixa e dizem que a Cidade do Cabo é linda. Mas sei lá se a TAM tem parceria com a South African e, bem, a SAA me dá coisas. Sem falar que é longe bacarai e não temos lá muito tempo (e eu teria que voltar pra Dubai para voar pra Joanesburgo). Mas não deixa de ser uma possibilidade, até porque os hotéis onde tenho desconto são bem joínha.

Optamos, então, em viajarmos confortavelmente pela boa e velha América Latina. Colômbia, Venezuela, Suriname? Não. Argentina, Chile, Guiana? Tampouco.

Vamos pro Peru. É bão, bunitcho e BARATO. Dessa vez vamos ao Titicaca baleiar um pouco. Se der, esticamos para Arequipa ou cruzamos até Copacabana, ali na Bolívia. Porque eu estou com lombriga de cenário andino, ceviche e tamales. E quero comprar uma bandeira de Cuzco para as calega aqui em Dubai, hehe.

Isso se não esticarmos para o Equador. Mas só se tiver show da Banda Deseo. Aí sim!

http://www.youtube.com/v/xAuG0c4RSEY&hl=en&fs=1

5 Comentários

Arquivado em filosofia, viagem, video

Adoro!

“Hoje tenho mais preocupações, responsabilidades. Não posso ficar na noite, tendo que acordar às 7h da manhã no dia seguinte. As pessoas mais adequadas não estão na noite. Você não conhece uma mulher elegantérrima numa boate às 4h da manhã.”

Sig Bergamin para Isto É Gente. A entrevista inteira está aqui. Te amo, Sig.

7 Comentários

Arquivado em celebridadissss

ah, porra!

Iron Maiden vai tocar por aqui dia 13. E eu de reserva. Bora pra uma macumbinha nervosa para que eu esteja com day off para ver meus roqueiros idosos favoritos?

http://www.youtube.com/v/GHz8ms1TerU&hl=en&fs=1

Madonna meu cu. Ando macha.

3 Comentários

Arquivado em Dubai