Arquivo do mês: janeiro 2011

Luge

To  pra ver esporte mais babaca do que esse “luge” (googla, fia). Serio, se essa merda ja virou esporte de olimpiada de inverno, queimada e pulo de elastico deveriam entrar no panamericano. VTNC.

8 Comentários

Arquivado em mau-humor

update

Meu blackberry quebrou. O conserto dos meus dois PCs a garantia nao cobre. O cabo de energia do meu Mac custa o preco de um netbook. Preciso fazer depilacao. Todo o dinheiro que juntei desde dezembro foi pro saco.

To assistindo NHK international porque a Globo foi pro saco. E o delivery de comida coreana so entrega depois das 7 da noite.

😦

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

tempestade de areia

Estou jogada no sofa da sala. Cada parte do meu corpo doi. Voltei hoje de manha de Seul. Operei um voo de nove horas e vinte minutos e me sinto pior que um bife martelado. Mas sempre com fome e desejando que o bi-bim-bap levite, saia voando pela janela do restaurante coreano, cruze a Sheikh Zayed (devidamente bem embalado, afinal, la fora a visibilidade esta em 60%) e chegue aqui na minha porta. Estou tao exausta que tenho preguica de ligar pro chininha pra perguntar se rola entrega. Tenho preguica de argumentar com o tecnico da TV a cabo, afinal, inveja e uma merda e a Globo parou de funcionar. Inveja dos colegas que nao se conformavam que nosso satelite recebia sem custos adicionais.

E so pra avisar: nao mais respondo perguntas em relacao ao meu marido paquistanes no Formspring. Quando perguntam demais sempre da merda entre a gente. Sei que 10% das perguntas sao bem intencionadas, afinal, namorar um paquistanes e um trabalho pesado e muitas vezes queremos um manual de instrucoes. Infelizmente aprendi a mexer no meu sozinha. Agora guardo meus comentarios para minhas melhores amigas que tambem estao no mesmo barco. Coincidencia ou nao, desde que meu Formspring comecou a bombar tenho tido cada pepino no meu quintal que nem minha mae, viciada em Farmville, conseguiria colher.

Porra meu, inveja de marido paquistanes? Cultura machista, pais cagado, passaporte ruim – e ja gonguei comentario de menina que disse que eu precisava de “blow job” skilled visa pra segurar o homem, hahaha. Oe? E que voces nao veem 70% do que chega no meu e-mail, nos comentarios, no Formspring. Cansei de tantas palavras de odio. Estou na vibe apenas para palavras do coracao.

Tambem nao falo mais sobre minha dieta, meu corpo, meu apartamento novo e minhas viagens. Toda vez que recebo um “elogio” acabo engordando um quilo. Sem falar do meu anti-fa clube das barangas anonimas que me odeiam, que odeiam minha amiga Jules e por ai vai. Inveja e uma merda e nao sei o que essas gurias tanto me odeiam – tirando o fato de que sao feias pra cacete. Eu viajo o mundo mas vivo cansada e doente. Meu marido esta longe, engordei, estou longe da minha familia, que saco! Por favor arranjem outro foco.

Sim, estou naqueles dias. Com vontade de fechar o blog, me sentindo gorda e com saudades do meu marido. A vibe do mal foi tao forte que conseguiram cagar a conexao dele em Dubai e mandaram o homem direto pra Islamabad. Espero que estejam felizes – para as invejosas. Porque minhas amigas de verdade me dao colo, carinho e cafe com macarrons no Laduree.

Agradeco o eterno carinho de leitores querido, mas ta foda. Como diz uma grande amiga: “gente feia rouba, mata e da azar”. Pois na atual uruca que estou peco que me deixem em paz debaixo da minha nuvenzinha negra e procurem outra blogueira bonita pra gongar – porque de nada adianta mandar a pessoa parar de se preocupar com a vida alheia e fazer algo produtivo.

E puff, sumi.

P.S.: inveja de baranga e tao forte que perdi meu cabo de energia do Mac. Isso depois de ouvir de uma “amiga”: “nossa, que chique, ela tem um Mac, ui”.

Ou seja, a festa da uva acabou.

24 Comentários

Arquivado em mimimi

bom dia, estrelinhas do meu janeiro

[antes de tudo, perdoem-me a falta de acentos… estou usando o computador da flatmate porque esqueci o charger do meu Mac em Pequim. Como um charger novo custa um figado e tres metros quadrados de pele de libanesa cutis de pessego… To usando um PC e fazendo a gatinha hype que esqueceu como era ser pobre, hehehe]

BOM DIA, ESTRELINHAS! Nao precisam cortar os pulsos ou entrar em abstinencia: voltei! Realmente o comeco desse 2011 foi uma loucura, afinal, tive que me mudar para um novo apartamento e renovar o visto e todos os procedimentos e burocracias que envolvem esses processos. Agilizei mil coisinhas que empurrei com a barriga ao longo desses meses, mamae esteve aqui na ponte aerea Sampa-Dubai, jantei com amigos em Paris, fui pra esbornia com colegas em Pequim, fui para a esbornia II com um colega que virou amigo em Seul, enfim, aproveitei bem esse penultimo janeiro na Terra ja que dezembro de 2012 esta chegando e vamos morrer todos. 🙂

Agora ja tenho internet em casa. Mas estou sem laptop ja que meu Mac, o Marcolino, deu seu ultimo suspiro ontem de noite com uma ultima barrinha de energia. :/ Porque quando felicidade sorri pra pobre, sorri sem dentes. A outra novidade e que tenho Globo International. Mas olha… Fiquei bem decepcionada. Passar Telecurso e Pequenas Empresas de tarde e de foder. Minha flatmate esta craque na cotacao da soja de tanto que ja viu Globo Rural.

Agora vou terminar meu momento de preguicinha assistindo o Jo e comendo o resto da macarronada de ontem – que esta de comer ajoelhada, fiz um arrabiata com linguica toscana assim bem haram.

Falando em haram me despeco com uma bela cancao que ouvi ontem durante o jantar com amigos la no mOre do Dubai Mall. Nao sei se esta em swahili, em zulu, em ingles ou esperanto. So sei que vou comprar um Xbox Kinect e dancar pencas de zumba com a Amanda. 🙂

1 comentário

Arquivado em cotidiano, Dubai

O que vem de baixo não me atinge. Mas o que vem de cima, quase…

Estou em Pequim (hah, ainda sem internet no novo apartamento e a wi fi aqui é de graça) curtindo Facebook bloqueado, Youtube cagado, Google censurado. Pra variar dei uma corridinha básica ao Carrefour para comprar água e outros badulaques com o dinheirinho da diária. E estava fazendo a farra do boi na seção de papelaria quando um funcionário do Carrefour subiu numa escadinha para organizar uma prateleira e simplesmente escarrou. E-a-me-le-ca-caiu-a-pou-cos-cen-tí-me-tros-de-mim. Puta que o pariu. [vejam a minha dificuldade em separar sílabas, sei lá Deus se “caiu” é tritongo ou hiato em alguma das partes]
Saí dali morrendo de nojo mas ainda feliz com minha calculadora branca cheia de bolinhas vermelhas da Minnie Mouse (ah, vá, três reá) e canetinha miguxa e FUI ATROPELADA POR UMA BICICLETA.
Pára tudo.
Já fui atropelada por bicicleta em Peshawar e um italiano cafona enfiou o pneu (escrevi “peneu”, hahaha, mas o corretor ortográfico do Mac me gongou e Camões mandou beijos) na minha bunda em Florença. Mas ser atropelada por uma bicicleta dentro do Carrefour em Pequim realmente bateu meu próprio recorde em Mocoronguice Avançada categoria Olímpica. Sifudê.
FIM.
E pá, desculpaê pela falta de posts, ausência no Facebook, e-mails não respondidos. A mudança foi fodz.

4 Comentários

Arquivado em China, Pequim

é feia pra caraaalho

Outro dia botei uma carinha triste no meu status no Facebook. Uma colega foi lá e deu um “like” e ficou toda felizinha com  minha miséria.

Bem, cara coleguinha, sinto te dizer mas…

19 Comentários

Arquivado em meu cu, video