Arquivo da categoria: Paquistão

vocês viram minha amiga na Hebe?

Pra quem perdeu a minha amiga Jules, a lindíssima e loiríssima e gauchérrima GoriJi, no programa da Hebe do último dia 22 (levanto a mão porque estava saindo pra Toronto), deixo aqui os links para os vídeos – não consigo colocar aqui nesse sistema chorumento do wordpress!

http://www.redetv.com.br/hebe/video/178154/hebe-conversa-com-muculmanas-no-quadro-choque-cultural-1.html

http://www.redetv.com.br/hebe/video/178172/hebe-conversa-com-muculmanas-no-quadro-choque-cultural-2.html

Ahasou, beesha! Conheci a Zeba e a mammy (paquistanesa) no vôo de volta pra Dubai. Vocês não imaginam que fofas! 🙂 Já a Hebe, well… Santa ignorância! “Vocês não tem talheres?” – VTnC, né? Perdeu uma linda chance de calar a boca.

19 Comentários

Arquivado em blogs, Dubai, Islam, Paquistão

parindo o cocomero

Estou em Dubai. Nada mais agradável em um lindo dia de sol do que passar a manhã no belíssimo (NOT, big NOT) consulado do Paquistão. Entrevistinha dos diabo, aquele formulário parece um formspring. Queriam minha religião, meu tipo sanguíneo, países por onde estive nos últimos 3 anos, quem vou visitar e porque vou visitar.

Pelo menos o formulário não tem perguntas imbecis como as do visto americano: se pretendo cometer um atentado terrorista ou se sei fabricar uma bomba. Tampouco me pergunta em qual campo do Al Qaeda vou treinar ou  pede telefone de um mulá para contato.

Mesmo assim é um parto de melancia (cocomero, em italiano). Acordei a cunhada em Islamabad para que ela reenviasse o fax assinado. E depois RUBRICADO. Meu cu, né?

Mas cá estou com meu visto do Paquistão enchendo mais uma página do meu passaporte para me dar mais gastura na hora de entrar nos E.U. da A.

O amor faz a gente enlouquecer.

Tem que amar muito. Porra.

11 Comentários

Arquivado em Paquistão

Air Blue: a companhia aérea mais simpática do mundo

Estou muito triste. Um avião da Air Blue colidiu em Margalla Hills. Cerca de 152 pessoas perderam suas vidas e, fico bege, porque uma delas poderia ter sido eu. É que não viajo mais com freqüência ao Paquistão. Mas era associada ao programa de milhagens dessa empresa.

Assim que soube da notícia liguei imediatamente para meus amigos pilotos da Pakistan International Airlines. Cada um deles conhecia algum tripulante ou passageiro no vôo. Estou em choque, ainda.
Uma das melhores memórias que guardo da Air Blue se passou em 2007, quando ainda não vivia em Dubai. Estava transitando em Dubai a caminho de Peshawar, no Paquistão. Cheguei nos Emirados Árabes com a KLM e seguiria viagem com essa empresa – já que era a única que emitia bilhetes online.
Fiz o check-in no terminal 2 do aeroporto de Dubai, praticamente um outro universo operado por linhas aéreas do Afeganistão, Paquistão, Irã e Iraque. Em dois anos e meio em Dubai nunca vi nenhuma mulher usando burqa no país. Mas elas estavam ali no embarque da Ariana, a decrépita empresa afegã. Só não vi cabras porque animais são proibidos no terminal.
O vôo sairia de Dubai de madrugada. Meu jet lag implorava por um café. Sentei-me em uma mesinha no Costa para deixar minha mochila e notei um grupo de comissárias que me olhavam, riam e cochichavam. Acho que além das funcionárias da ONU, das mulheres do exército americano e de meia dúzia de viajantes ocidentais malucas (seria eu uma delas?), mulher branca não era uma visão comum por ali.
Puxei papo (na verdade queria perguntar se estava cagada porque odeio ser observada, mas quem conhece o Paquistão direitinho sabe que nem sempre o povo te encara por maldade, ao contrário) e elas me convidaram a dividir a mesa com elas. Perguntaram-me de onde eu era, o que estava fazendo em Dubai, o que faria no Paquistão. Rebati com novas perguntas sobre como era ser comissária de bordo (eu ainda não era uma), qual o destino favorito delas, o que elas mais gostavam em nos Emirados.
Além de dicas preciosas sobre a cidade, ganhei um copo de capuccino que uma delas me comprou. Quando elas se levantaram para ir até a aeronave, cochicharam com o funcionário de terra e apontaram pra mim. Ganhei um upgrade! E nem cobraram meu excesso de bagagem – viajava com um case duro de um violão elétrico Takamine que o ex comprou em São Paulo e não teve como carregar.
Dentro do avião a sabatina continuou e ganhei um convite para jantar e conhecer a família de uma das meninas. Como uma recusa seria ofensa, prometi que iria e fui (e comi muuuuito e fui muito bem recebida). Ao chegarmos em Peshawar uma delas se voluntariou a caminhar comigo até as mãos do Saj. Passei pela imigração ao lado dela – que empurrava todos os homens para o lado para que eu passasse e não fosse assediada, busquei minha bagagem sem passar no raio-x (imagino as perguntas do customs vendo um case de guitarra recheado com sapatos) e fui entregue.
Minhas outras experiências com a Air Blue não foram piores. Uma vez embarquei com uma indigestão terrível após me entupir de mangas sob uma mangueira carregada no quintal da família. Como o vôo estava quase vazio, pedi autorização para a comissária para mudar de assento. Disse que estava me sentindo mal e ela mudou alguns passageiros de lugar para que eu me deitasse em uma fileira de três. Perguntou o que eu queria comer. Disse que não estava em condições de comer nada porque havia me esbaldado em mangas. Ela me olhou e suspirou “ohhh januuu!!!” (oh, querida!). E voltava de dez em dez minutos para saber se eu estava bem.
Também tive boas experiências com a PIA, mas a Air Blue sempre me soou mais simpática. A cortesia da tripulação eu nunca vi igual em nenhuma outra companhia aérea. Porque sentir-se especial, pra mim, não é comissário que vem me dizer olá porque leu na lista de passageiros que sou uma frequent flyer com uma caralhada de milhas. Odeio voar em empresas aéreas de grande prestígio onde o passageiro parece incomodar os tripulantes porque quer um café. Recentemente voei pela Etihad e senti medo de ir até a galley pedir um copo de água.
O que tenho a dizer é que sinto muito pela perda da Air Blue. Minhas sinceras condolências as famílias de passageiros e tripulantes do vôo ED 202. Esse foi o pior acidente aéreo da história da aviação civil paquistanesa. Se tiver que viajar ao Paquistão novamente, não terei medo de escolher essa companhia aérea.

4 Comentários

Arquivado em Paquistão

Procurando namorado novo.

Huahuahua, nao, ainda nao estou solteira. Embora o marido me teste a paciencia 24/7, eu gosto daquela tranqueira e ate agora nao achei nada melhor. O pior e que viciei tanto na raca que me pego fucando Orkut de indiano, paqui, sri lanka. Huahuahua, que nem fumante que cata bituca de cigarro no chao ou cachaceiro que vira alcool Zulu. Isso e muuuito triste e faco um apelo a pessoa que me fez essa amarracao que retire a macumba. Pelamor, ne. No mais, como tenho cadeira cativa no inferno, compartilho com minhazamigadonadecasa os meus achados. Huahuahua, esse ai ao lado ate que enganava ate postar essa foto a la Tess Models com chinelinho e tudo. Agora me deem licenca que vou ali excluir essa amizade e ja volto. Kkkkk, vergonha de moi meme.

4 Comentários

Arquivado em orkut, Paquistão

Don’t Waste the Time

4 Comentários

Arquivado em Paquistão, tosco, video

Anos atrás, em Karachi

Achei uma review que fiz no sleepinginairports.com. Tá curioso, lê aê. Mal pelo Ingrish.
Pros preguiçosos… Colo aqui, fazer o quê…

“I reached Karachi at 2am and my next flight to Peshawar would only leave at 1pm. After immigration office (they were really nice to me, single female travelling alone) and picking up my bags and taking to x-ray I finally left to the main lobby to pick my ticket to Peshawar.Then I tried to kill some time. I mean LOADS of time.There are many many flights arriving late night from abroad. That means the airport was really crowded and noisy at 3am. Since I was the only female looking like foreigner everyone was staring and commenting about me.I took a seat near Emirates office where there were 2 policemen and tried to sleep while holding my luggages. IMPOSSIBLE. There were lots of people, it was noisy and everytime I was close to take a nap… A single guy would sit next to me and try to chat. What a nightmare it was. I had to pretend I did not know any English at all and just spoke Portuguese all time (I’m Brazilian). But it did not work.Knowing that sleeping would be impossible, I started to write about my trip. Awake I could notice some entire families sleeping on the floor. They had loads of things!!! I felt safer because if there was an entire family sleeping, I would be ok.To kill more time I decided to check my ticket to Peshawar and realized they issued with wrong name. Woohoo, I was never so happy for a mistake! That would kill at least one hour (you know Pakistani burocracy). And it really took me one hour! But the people from PIA were extremelly friendly and knowing I was alone and my flight would take some time they invited me to stay inside the office. They gave me tea, water and were really amazing with me. I love PIA!One of the employes told me I could enter on check in area at 6am. So I went. Said bye bye to the really nice PIA employes and went to check in area all happy. BUT the security on the door did not let me go. He said I could only enter at 9am. Oh &@&!!!!!I really needed to pee (well, since 3am I was feeling I had to pee). There were no place I could leave my suitcases. I would not dare to enter those creepy bathrooms outside check-in area with my suitcases. So… I had to wait!!! I crossed my legs and tried to think about something else.Those 3 hours were like an eternity. I watched some funny videos on the Airport TV. And Tom & Jerry. But everytime I looked to my watch… It seemed that time was moving backwards, oh hell.When it was 8h55am I walked towards check-in area but the security said “you can only go inside after 5 minutes!”. Oh &@!!!! Then I waited in front of him and when the 5 minutes passed… I went inside!!! Wooohooo!!But yet I could not leave my suitcases alone. I had to wait the check in counter to open. Only at 11am. Ouch. Ok… What would be 2 more hours to someone who waited 7?I sat, crossed my leg and finally took a nap with all my suitcases. Sweet. Woke up when check-in counter opened and I finally had my boarding ticket. I was on my way to pee, I could not believe it!But then security, checking hand luggage x ray and other burocracy (I don’t know how many times they stamped my boarding pass), after meeting some fat cockroaches who also seems really fond of airplanes… I finally went my way to the bathroom!And it was clean. Better? There was a western toilet, not only the holes in the ground. Maaaan… That was great! I also noticed I was thristy. I know that Lonely Planet tells us to only drink water from bottles. But I was thirsty, who cares??? I had a very delicious and freshing water from Karachi airport taps and no digestive problems afterwards. Bravo!Then I washed my face, removed make up, put new make up and felt cleaner. Yay! I must say that my experience was a bit bad, but I did not lose my good mood in any moment. So I would do it again, why not? ;)” Added 31 Dec 06

2 Comentários

Arquivado em Karachi, Paquistão

Karachi

Tô indo pra lá. Lugar super prafrentex. Quero morar lá. Huahuahua.

5 Comentários

Arquivado em Karachi, Paquistão