Arquivo da categoria: Tailândia

ladyboy airlines

Estou de molho em Pequim (gripe, forte) fuçando tudo sobre turismo na Tailândia. Quero fritar três dias em Bangkok e depois me mandar para alguma praia para descansar. Estou checando cada praia no Wikitravel e Trip Advisor para evitar festas da lua cheia e destinos onde a maloqueirada se reúne pra tomar droga barata, fazer arruaça e porcaria na praia. Sim, sou uma quase balzaca cheia de preconceitos e tenho HORROR a galera dos chinelinhos de couro, cangas tye-dye, dreadlocks (sério, saio de perto), pulseirinhas artesanais e brinquinhos de casca de coco. Confesso que adoro uma aventura, um destino fora-de-rota… Mas não abro mão do conforto de um hotel com água quentinha, caminha LIMPA e um cantinho bonitinho onde eu possa me jogar com um livro ou laptop na mão. Sei que isso custa $$$$$, mas foda-se, tenho emprego pra isso e a vida é curta demais para que eu acorde com alguma coceirinha psicossomática por achar que algum bed bug imaginário tenha me picado.

Essa pesquisa está sendo trabalhosa mas muito divertida. Em Bangok descobri um museu de medicina forense onde a camisa ensanguentada de uma vítima de consolo está exposta – sim, vítima de consolo… afinal, a pessoa foi morta a duros golpes de vibrador. Também descobri cinemas na capital tailandesa onde poderei assistir toneladas de filmes locais – inclusive os de terror gruesome – tudo com legenda em inglês. Sem falar dos muitos mercados noturnos cheios de cacarecos (o Suam Lum é paraíso da galerinha metida a hipster), dos incríveis spas e salões de massagem, da culinária tailandesa e da putaria dos shows das periquitas que atiram coisas nos palquinhos do Patpong.

Mas minha descoberta mais sensacional foi uma companhia aérea local chamada P.C. Air. – a primeira empresa no mundo que contrata ladyboys como comissários de bordo. Sim, ladyboys… Transexuais! Achei sensacional! Infelizmente o site é muito tosco, não há informações sobre rotas e não dá para reservar o bilhete online. Mas como sou teimosa, hei de bookar um assento através de algum operador local… Que seja pras praias, que seja pra China, pra Coréia, pro Usbequistão.

Leia a matéria completa aqui.

E antes que as amygues se empolguem em preparar as malas e ir embora para Bangkok para começar uma carreira nova, deixo aqui os pré-requisitos para quem quiser se candidatar:

– idade máxima deverá ser 27 anos (já rodei);

– curso superior completo;

– fluente em inglês e tailandês;

– deve ser cidadão tailandês – sorry.

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Bangkok, Cia. Aérea, Tailândia